4º ENCONTRO REGIONAL DE ESTUDOS DO RITUAL DE EMULAÇÃO DE RIBEIRÃO PRETO / 2012

IV Encontro de Estudos do Ritual de Emulação de Ribeirão Preto

Inscrições também pela Internet – http://www.cavaleirosdeaco.com/matricula/

O encontro é destinado exclusivamente a maçons regulares de potências reconhecidas a partir do grau aprendiz. Tem o objetivo de ampliar o conhecimento dos irmãos que praticam o Ritual de Emulação e outros rituais, ou desejam aprofundar seus conhecimentos maçônicos num evento de fraternidade e convívio maçônico.

Local : Hotel IBIS – Ribeirão Shopping em Ribeirão Preto-SP

 

Data:  Dia 27 de outubro de 2011 – sábado.

 

Programação:

 

•          8h00 às 9h30 – Cadastramento dos participantes.

•          9h30 – Abertura dos trabalhos.

•          9h45 – Palestra com o Ir.João Guilherme C.Ribeiro – Tema: Rito Inglês Antigo & Rito Inglês Moderno.

•          10h30 – Encerramento da palestra e coffee break.

•          11h00 – Início da sessão de perguntas sobre a primeira palestra.

•          12h00 – Encerramento da programação da manhã e horário livre para almoço.

•          14h00 – Palestra com o Ir. Elidinei Celso Micheleto, – Tema: Rito e Ritual. Rito Inglês Moderno, Rito Emulação e outros rituais.

•          15h00 às 15h30 – Coffee break

•          15h30 às 16h30 –Sessão de perguntas e respostas ao palestrante.

•          16h30 às 16h50 – Entrega de certificados de participação, agradecimentos e encerramento.

 

Palestrantes:

 

Ir.JOÃO GUILHERME C.RIBEIRO

É nascido no Rio de Janeiro, onde também reside. É ilustrador profissional e autor de diversos livros, obras maçônicas e obras didática ilustradas sobre a História do Brasil para o público infanto-juvenil.

Entrou na ordem 1987, foi Venerável Mestre em sua Loja-Mãe, Luiz de Camões (hoje 3354, no GOB, REAA) e na Loja York (hoje 3355 no GOB, ritual Emulação).  Desde então, dedica-se a resgatar, criar e melhorar, tanto quanto possível, as imagens Maçônicas, sendo profundo estudioso dos símbolos e imagens contidos nos sete Ritos regulares praticados no Brasil: York (ou Rito Inglês Antigo), Emulation (um dos rituais do Rito Inglês Moderno), Escocês Antigo e Aceito, Moderno, Adonhiramita, Schroeder e Brasileiro.

Com este conhecimento pode reproduzir e produzir centenas de ilustrações maçônicas, desde estandartes, certificados, logos, pins, medalhas e símbolos a selos para Lojas e Corpos e Instituições dos Altos Graus de cada Rito trabalhado no Brasil, e também para as Ordens DeMolay e Filhas de Jó.

Atuou em grupos na tradução e edição de diversos rituais para a língua portuguesa, todos ilustrados para melhor compreensão: Emulation (os três Graus Simbólicos), Real Arco (quatro Graus), Crípticos (três Graus) e Ordens de Cavalaria (três Graus). Para o Supremo Conselho do Grau 33 do REAA da Maçonaria para a República Federativa do Brasil (onde é Grau 15º), ele desenhou a série completa dos 33 brasões de armas e edita a revista Astréa desde 2000.

Em 2010, criou uma série de selos para o Grande Capítulo de Maçons do Real Arco de Nova York, na mesma linha que criara o conjunto de selos para o Supremo Grande Capítulo de Maçons do Real Arco do Brasil.

Em 2005, desenhou uma quadra de selos maçônicos para os Correios brasileiros, a primeira do seu tipo no mundo.

É o idealizador e editor do “O Livro dos Dias”, uma agenda maçônica, e da revista Engenho & Arte (1996-2010). É autor de vários livros maçônicos dentre outros:  “Os Fios da Meada”, que versa sobre o Rito Escocês Antigo e Aceito, prefaciado pelo Soberano Grande Comendador Luiz Fernando Rodrigues Torres. Outra obra “Cada Coisa Tem Seu Nome”, ele esclarece o engano pelo qual o ritual Emulação inglês foi chamado de Rito de York por mais de um século no Brasil e que será tema de sua palestra no nosso IV Encontro e seu último lançamento é  “O Nosso Lado da Escada”, sobre os Graus Capitulares do Rito de York. Além disso publica artigos em diversas revistas maçônicas. Desde 2005, exerce o cargo de Deputado do Grande Sumo Sacerdote Geral Internacional para a América Latina para o General Grand Chapter of Royal Arch Masons International.  Foi fundador do Capítulo Nº 1 de Maçons do Real Arco, do Supremo Grande Capítulo de Maçons do Real Arco do Brasil, hoje com 3.000 membros.  Nele, foi o primeiro Grande Sumo Sacerdote (2001-03).  Fundador, também, do Grande Conselho de Maçons Crípticos do Brasil (2006) e das três primeiras Comanderias Templárias do Grand Encampment of Knights Templar no Brasil (2009).

 

Ir. ELIDINEI CELSO MICHELETO

É nascido em Jundiaí, SP, advogado, exerceu cargos em diversos setores administrativos nas esferas federais, estaduais, municipais, como professor universitário.

Como maçom, foi Venerável Mestre da ARLS Acácia dos Pinheirais, n° 480 (GLESP) exercícios 2006/2007 e 2007/2008; Past Master da mesma Loja; Maçom do Real Arco Cap. União e Lealdade, n° 9; Zorobabel Passado do Capítulo Acácia dos Pinheirais n° 12; Grande Esdras Ass. Passado do Supremo Grande Capítulo dos Maçons do Real Arco do Estado de São Paulo; M. I. da Loja de Mestres Maçons da Marca Osasco n° 3;  Grande Secretário da Grande Loja de Mestres Maçons da Marca do Estado de São Paulo; Cavaleiro Templário e Preceptor da Preceptoria Dom Diniz, n° 2; Preceptor Fundador do GPSBDOMDT (Grande Priorato Soberano do Brasil das Ordens Maçônicas do Templo); Grande Vice-Chanceler do GPSBDOMDT; Cavaleiro de Malta, Prior de Malta, Cavaleiro Comendador do Templo, do GPSBDOMDT; Mestre Escocês de Santo André do RER; Knight Templar Priest (Cavaleiro Sacerdote Templário) of The Grand College of The Holy Royal Arch or Order of Holy Wisdom; High Priest of The Grand College of The Holy Royal Arch or Order of Holy Wisdom; (Sumo Sacerdote atual do Tabernáculo Brasil No. 226);  VI° Passed Master (Maçom Operativo – VI° Mestre Passado) of The Worshipful Society of Free Masons, Rough Masons, Wallers, Slaters, Paviors, Plaisterers and Bricklayers – The Operatives – England, District Brazil; VI° Mestre Passado Deputy J e B atual, juramentado para as Assembléias Santa Casa de Misericórdia, Catedral de São Paulo e Solar dos Andradas da The Worshipful Society of Free Masons, Rough Masons, Wallers, Slaters, Paviors, Plaisterers and Bricklayers – The Operatives – England, District Brazil, para o exercício 2011/2012; Mestre Maçom do Rito de York do Rito Inglês Antigo, Capítulo Honra União e Verdade n° 48 MRA; Mestre de Marca, Past Master Virtual, Mui Excelente Mestre e Maçom do Real Arco do Supremo Grande Capítulo dos Maçons do Real Arco do Brasil Internacional; Grande Secretário Adjunto da Grande Secretaria das Ordens Colaterais da GLESP; Mestre de Instrução dos Aprendizes da ARLS Acácia dos Pinheirais n° 480.

 

Valor da Inscrição:  R$ 50,00

 

Como participar: Faça sua inscrição preenchendo a ficha  e efetue o pagamento na conta indicada ou pela Internet – http://www.cavaleirosdeaco.com/matricula/

 

Instrução para inscrição por depósito bancário:

O pagamento no valor de R$ 50,00 em depósito bancário na conta da loja. ARLS “Cavaleiros de Aço” – CNPJ 09.283.843/0001-17 – Banco 389 (Mercantil do Brasil) – Agência 0038-Conta 02011872- 5.

Enviar o formulário preenchido para o email adriano@cavaleirosdeaco.com, bem como o comprovante ou número do protocolo de pagamento.

 

Ficha de Inscrição – IV Encontro de Estudos do Ritual de Emulação – RP

Nome:

Endereço:

E-mail:

Telefone:

Celular:

Loja a qual pertence:

Potência:

Grau:

Graus Filosóficos:

 

 

VAGAS LIMITADAS

 

Atenção: Não está incluso o estacionamento nem o almoço.  O Hotel Ibis localiza-se ao lado do Ribeirão, shopping com grande praça de alimentação. Não haverá qualquer prática ritualística, portanto, não haverá uso de paramentos, sendo o traje esportivo.

 

APOIAM ESTE EVENTO: O IV Encontro de Estudos do Ritual de Emulação conta com o apoio da GLESP através do S.G.M. Ir. Francisco Gomes da Silva, do Delegado Regional da 19ª Região Maçônica Ir.Nivaldo Antonio Correa, da 15ª Região Maçônica Ir.Jorge Anysio Haddad, do 7º Distrito da 19 Região, Ir.Gilmar Hamilton de Oliveira, 11ª Região Litúrgica do Estado SP, através do Grande Inspetor Litúrgico do REAA Ir. Antonio Salles Paschoal e das lojas: ARLS CAVALEIROS DA VILA TIBÉRIO N.518 – Ribeirão Preto, ARLS AMOR E LUZ N.543,  Sertãozinho, ARLS ANTONIO CALIL SALLES n.653, Ribeirão Preto, ARLS JUSTIÇA E TOLERÂNCIA, 689 – Araraquara, SP e da ARLS FÉ E RAZÃO de Ribeirão Preto.

 

EMPRESAS QUE APOIAM ESTE EVENTO:

REALIZAÇÃO:

 

ARLS Cavaleiros de Aço, 655 – GLESP

Ritual de Emulação – Ribeirão Preto  – SP – Brasil

Fundada em 15 de Novembro de 2006.

www.cavaleirosdeaco.com  – 1ª loja do mundo fundada por maçons motociclistas

1° Open Bode de Tênis

1-open-bode-de-tenis

15 de novembro – O Dia do Cavaleiro de Aço

prefeito-e-cavaleiros-de-aco

Prefeito de Ribeirão Preto Welson Gasparini e o dia do Cavaleiro de Aço 15 de novembro.

Lei de autoria do vereador Sílvio Martins institui em Ribeirão Preto o “Dia do Cavaleiro de Aço”, a ser comemorado no dia 15 de novembro de cada ano. Na manhã da última sexta-feira 25 de abril de 2008, o prefeito Welson Gasparini recebeu o vereador e um grupo de aficionados do motociclismo, que interagem com outros grupos desses desportistas de todo o Brasil, organizando campanhas de solidariedade. Eles vieram explicar ao prefeito o objetivo do dia do “Cavaleiro de Aço” e as vantagens para a cidade em sediar um evento desse porte, que deve reunir cerca de 20 mil motociclistas e suas famílias.

As comemorações contam com o apoio da Prefeitura na organização, na cessão do Parque Permanente de Exposições para o evento. A realização conta também com a colaboração da loja Maçônica Cavaleiros de Aço nº 655.  A intenção dos organizadores é fazer com que essa Feira seja um evento permanente e de relevante importância para o comércio local, a exemplo da Agrishow, gerando grande movimento em hotéis, restaurantes e lojas da cidade, especialmente de acessórios para motociclistas.

Além do vereador Sílvio Martins, o grupo recebido pelo prefeito reuniu Chafi nader, Roberto Vecchi, Adriano Araújo, Nelson Ferrone, Sebastião Azevedo, Carlos André Zara e Ricardo Giunttini.

Câmara de Ribeirão Preto aprova lei que institui o Dia do Cavaleiro de Aço

Foi aprovada terça-feira 08/04/2008  na Câmara Municipal de Ribeirão Preto a lei que institui no município o “Dia do Cavaleiro de Aço”. O dia a ser comemorado como dia do “Cavaleiro de Aço”, será o dia 15 de Novembro de cada ano, (data de fundação loja Cavaleiros de Aço 655 – a primeira do Brasil ), para homenagear  todos os aficionados do motociclismo, desportistas da comunidade, que interagem com outros grupos amantes da motocicleta de todo Brasil, estreitando laços de amizade e solidariedade. Resta apenas a assinatura do prefeito.

O objetivo é fazer com que Ribeirão Preto tenha um evento de motociclismo como os de Barretos e Serra Negra, e atraia participantes de diversas localidades.

As comemorações do Dia do Cavaleiro de Aço, serão organizadas anualmente pelo executivo Municipal em conjunto com a Loja Maçônica Cavaleiros de Aço, Nº.655, de Ribeirão Preto

O que é a Maçonaria?

A Maçonaria é uma instituição essencialmente filosófica, filantrópica, educativa e progressista.

Porque é Filosófica?

— É filosófica porque em seus atos e cerimônias Ela trata da essência, propriedades e efeitos das causas naturais. Investiga as leis da natureza e relaciona as primeiras bases da moral e da ética pura.

Porque é Filantrópica?

— É filantrópica porque não está constituída para obter lucro pessoal de nenhuma classe, senão, pelo contrário, suas arrecadações e seus recursos se destinam ao bem estar do gênero humano, sem distinção de nacionalidade, sexo, religião ou raça.

Procura conseguir a felicidade dos homens por meio da elevação espiritual e pela tranqüilidade da consciência.

Porque é Progressista?

— É progressista porque, partindo do princípio da imortalidade e da crença em um princípio criador regular e infinito, não se aferra a dogmas, prevenções ou superstições. E não põe nenhum obstáculo ao esforço dos seres humanos na busca da verdade, nem reconhece outro limite nessa busca senão a da razão com base na ciência.

Quais são os seus princípios?

— A liberdade dos indivíduos e dos grupos humanos, sejam eles instituições, raças, nações; a igualdade de direitos e obrigações dos seres e grupos sem distinguir a religião, raça ou nacionalidade; a fraternidade de todos os homens, já que somos todos filhos do mesmo Criador e, portanto, humanos e como conseqüência, a fraternidade entre todas as nações.

Qual é o seu lema?

— Ciência — Justiça — Trabalho.

Ciência, para esclarecer os espíritos e elevá-los; Justiça, para equilibrar e enaltecer as relações humanas; Trabalho, por meio do qual os homens se dignificam e se tornam independentes economicamente.

Em uma palavra, a Maçonaria trabalha para o melhoramento intelectual, moral e social da humanidade.

Qual é o seu objetivo?

— Seu objetivo é a investigação da verdade, o exame da moral e a prática das virtudes.

O que a entende a Maçonaria por moral?

— Moral é para a Maçonaria uma ciência com base no entendimento humano. É a lei natural e universal que rege todos os seres racionais e livres. É a demonstração científica da consciência. E essa maravilhosa ciência nos ensina nossos deveres e a razão do uso dos nossos direitos. Ao penetrar a moral no mais profundo de nossa alma sentimos o triunfo da verdade e da justiça.

O que entende a Maçonaria por virtude?

— A Maçonaria entende que virtude é a força de fazer o bem em seu mais amplo sentido; é o cumprimento de nossos deveres para com a sociedade e para com a nossa família, sem interesse pessoal. Em resumo: a virtude não retrocede nem ante o sacrifício e nem mesmo ante a morte, quando se trata do cumprimento do dever.

O que entende a Maçonaria por dever?

— A Maçonaria entende por dever o respeito e os direitos dos indivíduos e da sociedade. Porém não basta respeitar a propriedade apenas, mas, também devemos proteger e servir os nossos semelhantes. A Maçonaria resume o dever do homem assim: “Respeito a Deus, amor ao próximo e dedicação à família”. Em verdade, essa é a maior síntese da fraternidade universal.

A Maçonaria é religiosa?

— Sim, é religiosa, porque reconhece a existência de um único princípio criador, regulador, absoluto, supremo e infinito ao qual se dá o nome de GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO, porque é uma entidade espiritualista em contraposição ao predomínio do materialismo. Estes fatores que são essenciais e indispensáveis para a interpretação verdadeiramente religiosa e lógica do Universo, formam a base de sustentação e as grandes diretrizes de toda ideologia e atividade maçônica.

A Maçonaria é uma religião?

— Não. A Maçonaria não é uma religião. É uma sociedade que tem por objetivo unir os homens entre si. União recíproca, no sentido mais amplo e elevado do termo.

E nesse seu esforço de união dos homens, admite em seu seio as pessoas de todos os credos religiosos, sem nenhuma distinção.

Para ser Maçom é necessário renunciar a religião à qual pertence?

— Não, porque a Maçonaria abriga em seu seio homens de qualquer religião, desde que acreditem em um só Criador, o Grande Arquiteto do Universo, que é Deus. Geralmente existe essa crença entre os católicos, mas, ilustres prelados tem pertencido à Ordem Maçônica; entre outros, o Cura Hidalgo, Paladino da Liberdade Mexicana; o Padre Calvo, fundador da Maçonaria na América Central; o Arcebispo da Venezuela, Don Rodrigo Ignácio Mendez; Padre Diogo Antônio Feijó; Cônego Luiz Vieira, José da Silva de Oliveira Rolin, da Inconfidência Mineira, Frei Miguelino, Frei Caneca e muitos outros.

Quais outros homens ilustres que foram Maçons?

— Filosofos como Voltaire, Goethe e Lessing; Músicos como Beethoven, Haydn e Mozart; Militares como Frederico o Grande, Napoleão e Garibaldi; Poetas como Byron, Lamartine e Hugo; Escritores como Castellar, Mazzini e Espling.

Somente na Europa houve Maçons ilustres?

— Não. Também na América houve. Os libertadores da América foram todos Maçons. Washington nos Estados Unidos; Miranda, o Padre da Liberdade sul-americana; San Martin e O’ Higgins, na Argentina; Bolivar, no norte da América do Sul; Marti, em Cuba; Benito Juarez, no México e o Imperador D. Pedro I, no Brasil.

Quais os nomes de destaque no Brasil que foram Maçons?

— D. Pedro I, José Bonifácio, Gonçalves Ledo, Luís Alves de Lima e Silva (Duque de Caxias), Deodoro da Fonseca, Floriano Peixoto, Prudente de Morais, Campos Salles, Rodrigues Alves, Nilo Peçanha, Hermes da Fonseca, Wenceslau Braz, Washington Luiz, Rui Barbosa e muitos outros.

Então a Maçonaria é tolerante?

— A Maçonaria é eminentemente tolerante e exige de seus membros a mais ampla tolerância. Respeita as opiniões políticas e crenças religiosas de todos os homens, reconhecendo que todas as religiões e ideais políticos são igualmente respeitáveis e rechaça toda pretensão de outorgar situações de privilégio a qualquer uma delas em particular.

O que a Maçonaria combate?

— A ignorância, a superstição, o fanatismo. O orgulho, a intemperança, o vício, a discórdia, a dominação e os privilégios.

A Maçonaria é uma sociedade secreta?

— Não, pela simples razão de que sua existência é amplamente conhecida. As autoridades de vários países lhe concedem personalidade jurídica. Seus fins são amplamente difundidos em dicionários, enciclopédias, livros de história, etc. O único segredo que existe e não se conhece senão por meio do ingresso na instituição, são os meios para se reconhecer os maçons entre si, em qualquer parte do mundo e o modo de interpretar seus símbolos e os ensinamentos neles contidos.

Quais a principais obras da Maçonaria no Brasil?

— A Independência, a Abolição e a República. Isto para citar somente os três maiores feitos da nossa história, em que os Maçons tomaram parte ativa.

Quais as condições individuais indispensáveis para poder pertencer à Maçonaria?

— Crer na existência de um princípio Criador; ser homem livre e de bons costumes; ser consciente de seus deveres para com a Pátria, seus semelhantes e consigo mesmo; ter uma profissão ou ofício lícito e honrado, que lhe permita prover as suas necessidades pessoais e de sua família e a sustentação das obras da Instituição.

O que se exige do Maçom?

— Em princípio, tudo aquilo que se exige ao ingresso em qualquer outra instituição: respeito aos seus estatutos, regulamentos e acatamento às resoluções da maioria, tomadas de acordo com os princípios que as regem; amor à Pátria; respeito aos governos legalmente constituídos; acatamento às leis do país em que viva, etc. E, em partiular: a guarda do sigilo dos rituais maçônicos: conduta correta e digna dentre e fora da Maçonaria; a dedicação de parte do seu tempo para assistir às reuniões maçônicas: à prática da moral, da igualdade e da solidariedade humana e da justiça em toda a sua plenitude.

Ademais, se proíbe terminantemente dentro da instituição, as discussões políticas e religiosas, porque prefere uma ampla base de entendimento entre os homens afim de evitar que sejam divididos por pequenas questões da vida civil.

O que é um Templo Maçônico?

— É um lugar onde se reúnem os Maçons periodicamente para praticar as cerimônias ritualísticas que lhe são permitidas, em um ambiente fraternal e propício para concentrar a sua atenção e esforços para melhorar seu caráter, sua vida espiritual e desenvolver seu sentimento de responsabilidade, fazendo-lhes meditar tranqüilamente sobre a missão do homem na vida, recordando-lhes constantemente os valores eternos cujo cultivo lhes possibilitará acercar-se da verdade.

O que obtém sendo Maçom?

— A possibilidade de aperfeiçoar-se, de instruir-se, de disciplinar-se, de conviver com pessoas que, por suas palavras, por suas obras, podem constituir-se em exemplos; encontrar afetos fraternais em qualquer lugar em que se esteja dentro ou fora do país. Finalmente, a enorme satisfação de haver contribuído mesmo em pequena parcela, para a obra moral e grandiosa levada a efeito pelos homens. A Maçonaria não considera possível o progresso senão na base do respeito à personalidade, à justiça social e a mais estreita solidariedade entre os homens. Ostenta o seu lema “Liberdade, Igualdade e Fraternidade” com a abstenção das bandeiras políticas e religiosas. O segredo maçônico, que de má fé e caluniosamente tem se servido os seus inimigos para fazê-la suspeita entre os espíritos cândidos ou em decadência, não é um dogma senão um procedimento, uma garantia, uma defesa necessária e legítima, porém como inevitavelmente tem sucedido com todo direito e seu dever correlativo. o preceito das reservas maçônicas já tem experimentado sua evolução nos tempos e segundo os países. A Maçonaria não tem preconceito de poderes, e nem admite em seu seio, pessoas que não tenham um mínimo de cultura que lhes permitam praticar os seus sentimentos e tenham uma profissão ou renda com que possam atender às necessidades dos seus familiares, fazer face às despesas da sociedade e socorros aos necessitados.

Fonte: Opúsculo editado pelo Grande Oriente do Brasil, baseado em texto publicado nos anos 70 no jornal “três pontos”, de Buenos Aires – Argentina.

Lista telefonica e de endereço das lojas maçonicas da região de Ribeirão Preto

Loja Abolição e Independência

Endereço: R. Veiga Miranda, 33 – CEP: 14 085-200
Telefone: 3612-6081
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Alberto Santos Dumont

Endereço: R. Prof. José Almeida, 270 – CEP: 14 110-970
Telefone: —–
Reunião: 5as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Alvorada do Progresso

Endereço: R. Veiga Miranda, 33 – CEP: 14 085-200
Telefone: 3612-6081
Reunião: 5as.feiras – Rito: Moderno – Potência: G.O.B.

Loja Antonio Calil Sales

Endereço: Av. Capitão Salomão, 2183 – CEP: 14 085-430
Telefone: Telefone(s)
Reunião: Prim/Terceira – Rito: Emulação – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Antonio Duarte Nogueira

Endereço: R. Veiga Miranda, 69 – CEP: 14 085-200
Telefone: 3612-5579
Reunião: 4asfeiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Barão do Rio Branco

Endereço: R. Cruz e Souza, 2387 – CEP: 14 031-560
Telefone: 3637-0035
Reunião: 5as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Cavaleiros da Concórdia

Endereço: R. Prof. José Almeida, 270 – CEP: 14 110-970
Telefone: Telefone(s)
Reunião: 3as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Cavaleiros da Vila Tibério

Endereço: Av: Capitão Salomão, 2183 – CEP nº 14085-430
Telefone: Telefone(s)
Reunião: 2as.feiras – Rito: Emulação – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Cavaleiros das Sete Virtudes-Mani-Lal Bis Was

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 245 – CEP: 14 020-570
Telefone: 3623-0753
Reunião: Sábados – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Cavaleiros de Aço

Endereço: Rua Cruz e Souza, 2387 – CEP: 14 031-560
Telefone: 16 9993-2060
Reunião: Todas as 4as. – Rito: Emulação – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Confidentes

Endereço: R. Ipanema, 685 – CEP: 14 030-120
Telefone: 3914-2145
Reunião: 5s.feiras (1ªe3ª) – Rito: Adonhiramita. – Potência: G.O.P

Loja Consciência e União

Endereço: R. Ipanema, 685 – CEP: 14 030-120
Telefone: 3914-2145
Reunião: 3as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.P.

Loja Consciência, Justiça e Perfeição

Endereço: R. Duque de Caxias, 260 – CEP: 14 015-020
Telefone: 3625-2566
Reunião: 5as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Dezenove de Junho

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 245 – CEP: 14 020-570
Telefone: 3623-0753
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Elias Nechar

Endereço: R. Veiga Miranda, 69 – CEP: 14 085-200
Telefone: 3612-5579
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Era de Aquárius

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 245 – CEP: 14 020-570
Telefone: 3623-0753
Reunião: 3as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Erwin Seignemartin

Endereço: R. Cruz e Souza, 2387 – CEP: 14 031-560
Telefone: Telefone(s)
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Estrella D´Oeste

Endereço: R. Duque de Caxias, 260 – CEP: 14 015-020
Telefone: 3625-2566 – Ir. Walter José Trematore
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Estrela dos Campos Elíseos

Endereço: R. Duque de Caxias, 260 – CEP: 14 015-020
Telefone: 3625-2566
Reunião: 3as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Fábio Barreto

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 245 – CEP: 14 020-570
Telefone: 3623-0753
Reunião: 6as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Fraternidade Acadêmica Liberdade de Pensar

Endereço: R. Duque de Caxias, 260 – CEP: 14 015-020
Telefone: 3625-2566
Reunião: 1o.Sábado e 3a.-6as.fe/mês – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Fraternidade de Ribeirão Preto

Endereço: R. Prof. José Almeida, 270 – CEP: 14 110-970
Telefone: —–
Reunião: 6as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Humânitas

Endereço: R. Veiga Miranda, 69 – CEP: 14 085-200
Telefone: 3612-5579
Reunião: 5as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Inconfidentes

Endereço: R. Cruz e Souza, 2387 – CEP: 14 031-560
Telefone: 3637-0035
Reunião: 6as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Luz de Ribeirão

Endereço: Av. dos Andradas, 1215 – CEP: 14 031-050
Telefone: Telefone(s)
Reunião: 2as.feiras – Rito: Moderno – Potência: G.O.P.

Loja Maestro Hervé Cordovil

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 225 – CEP: 14 020-570
Telefone: 3620-0077
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Non Ducor Duco

Endereço: R. Prof. José Almeida, 270 – CEP: 14 110-970
Telefone: —–
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Pesquisas e Estudos Maçônicos

Endereço: R. Gonçalves Dias, 397 – CEP: 14 050-380
Telefone: Telefone(s)
Reunião: Segunda – Rito: Emulação – Potência: G.O.B.

Loja Princesa do Mogi

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 225 – CEP: 14 020-570
Telefone: 3620-0077
Reunião: 6as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Professor Sílvio José Sarti

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 225 – CEP: 14 020-570
Telefone: 3620-0077
Reunião: 5as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Pureza, Luz e Verdade

Endereço: R. Duque de Caxias, 260 – CEP: 14 015-020
Telefone: 3625-2566
Reunião: 4as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Quinze de Novembro II

Endereço: R. Ipanema, 685 – CEP: 14 030-120
Telefone: 3914-2145
Reunião: 4as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.P.

Loja Razão e Firmeza

Endereço: R. Sete de Setembro, 590 – 3º Andar – CEP: 14 010-180
Telefone: Venerável
Reunião: 2as.feiras – Rito: Moderno – Potência: G.O.B.

Loja Reinaldo Alioti

Endereço: R. Ipanema,685 – CEP: 14 030-120
Telefone: 3914-2145
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.P.

Loja Sol da Liberdade

Endereço: R. Veiga Miranda, 33 – CEP: 14 085-200
Telefone: Ribeirão Preto-SP / CEP: 14085-200
Reunião: Duas últimas – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Sol do Oriente

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 225 – CEP: 14 020-570
Telefone: 3620-0077
Reunião: 4as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Templários do 7º Milênio

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 245 – CEP: 14 020-570
Telefone: Telefone(s)
Reunião: Prim/Seg/Terc – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Tomáz Antonio Gonzaga

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 225 – CEP: 14 020-570 – Jd.Irajá
Telefone: 3620-0077
Reunião: 3as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja União e Liberdade

Endereço: R. Veiga Miranda, 33 – CEP: 14 085-200
Telefone: 3612-6081
Reunião: 3as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja União e Trabalho

Endereço: R. Veiga Miranda, 33 – CEP: 14 085-200
Telefone: 3612-6081
Reunião: 4as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Vinte de Novembro

Endereço: R. Cel. Luiz da Silva Batista, 245 – CEP: 14 020-570
Telefone: 3623-0753
Reunião: 5as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Luz de Brodowski

Endereço: R. General Osório, 141 – CEP: 14 340-000
Telefone: (16) 3664-4488
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.P.

Loja Compromisso de União

Endereço: R. Carlos Gomes, 33 – CEP: 14 340-000
Telefone: Telefone(s)
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Pátria e Família

Endereço: R. Salim Salomão, 130 – CEP: 14 140-000
Telefone: Telefone(s)
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.EA.A. – Potência: G.O.P.

Loja Esperança

Endereço: R. Salim Salomão, 130 – CEP: 14 140-000
Telefone: Telefone(s)
Reunião: Prim/Terceira – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Berço da República

Endereço: R. Salim Salomão, 130 – CEP: 14 140-000
Telefone: Telefone(s)
Reunião: Prim/Ter/Qua – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.P.

Loja Estrella do Rio Pardo

Endereço: R. Jácomo Marincek, 32 – CEP: 14 680-000
Telefone: Telefone(s)
Reunião: 5as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Estrela de Jardinópolis

Endereço: R. Jácomo Marincek, 32 – CEP: 14 680-000
Telefone: —–
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Irmãos de Sertãozinho

Endereço: Av. Antonio Paschoal, 300 – 1o. Andar – CEP: 14 170-500
Telefone: —–
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.P.

Loja Amor e Luz

Endereço: Av. Antonio Paschoal, 300 – 1o. Andar – CEP: 14 170-500
Telefone: Venerável
Reunião: 4ªs.feiras – Rito: Emulação – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Fides et Labor

Endereço: R. Antonio Schiavinato, 67 – CEP: 14 169-155
Telefone: Telefone(s)
Reunião: 5as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Loja Amadeu Amaral

Endereço: R. Antonio Schiavinato, 67 – CEP: 14 169-155
Telefone: Telefone(s)
Reunião: 3ªs.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.L.E.S.P.

Loja Pérola do Rio Pardo

Endereço: R. Arcênio Ramos Martins, 290 A – CEP: 14 150 000
Telefone: —–
Reunião: 2as.feiras – Rito: R.E.A.A. – Potência: G.O.B.

Maçons Famosos

Ademar de Barros  –  médico e político ( Governador de Estado )
Altino Arantes  –  político ( Presidente de Estado )
Afonso Celso ( Visconde de Ouro Preto )  –  estadista
Albuquerque Lins  –  político (presidente de Estado)
Alcindo Guanabara  – político e jornalista
Alvarenga  –  cantor popular (em dupla com Ranchinho)
Amadeu Amaral  –  escritor
Américo Brasiliense  –  republicano histórico (Presidente de Estado)
Américo de Campos  –  diplomata e jornalista
Antonio Bento  –  abolicionista
Antonio Carlos Ribeiro de Andrada  –  diplomata e jornalista
Antonio Carlos Ribeiro de Andrada III – político (Presidente de Estado)
Aristides Lobo  –  republicano histórico
Arrelia  –  artista circense
Arruda Câmara  –  naturalista e frade carmelita
Azeredo Coutinho  –  bispo, precursor da independência

Barão do Rio Branco  –  historiador e diplomata
Barão de Itamaracá  –  médico, poeta e diplomata
Barão de Jaceguai  –  almirante, escritor e diplomata
Barão de Ramalho  –  abolicionista e republicano
Barão do Triunfo  –  militar
Basílio da Gama  –  político
Benedito Tolosa  –  médico e professor
Benjamin Constant  –  militar, professor e político ( “o pai da República” )
Benjamin Sodré  –  almirante e político
Bento Gonçalves  –  líder da revolução farroupilha
Bernardino de Campos  –  republicano histórico ( Presidente de Estado )
Bob Nelson  –  cantor popular

Caldas Júnior  –  jornalista
Campos Salles  –  presidente da República
Carequinha  –  artista circense ( em parceria com Fred )
Carlos de Campos  –  político ( Presidente de Estado )
Carlos Gomes  –  maestro, compositor
Cesário Mota Junior  –  médico, historiador e político
Cipriano Barata  –  prócer da independência
Clemente Falcão  –  advogado ilustre, lente da Faculdade de Direito
Conde de Lages  –  político
Cônego Januário da Cunha Barbosa  –  prócer da Independência
Conselheiro Brotero  –  político do II Império
Conselheiro Crispiniano  –  político do II Império

David Canabarro  –  um dos líderes da Revolução Farroupilha
Delfim Moreira  –  político, presidente da República
Deodoro da Fonseca  –  militar, proclamador da República
Divaldo Suruagy  –  historiador e político ( Governador de Estado )
Domingos de Morais  –  político
Domingos José Martins  –  líder da Revolução Pernambucana de 1817
Duque de Caxias  –  militar, patrono do Exército Brasileiro

Eduardo Wandenkolk  –  militar e político
Eleazar de Carvalho  –  maestro
Esmeraldo Tarquínio  –  político
Esperidião Amin  –  político ( Governador de Estado )
Euzébio de Queiroz  –  político do 2o. Império
Evaristo da Veiga  –  jornalista e político
Evaristo de Moraes  –  pioneiro da legislação social no Brasil
Everardo Dias  –  político e líder das primeiras lutas operárias

Fernando Prestes  –  político ( Presidente de Estado )
Francisco Glicério  –  republicano histórico
Frei Caneca  –  patriota e revolucionário
Frei Francisco de Sta. Tereza de Jesus Sampaio (prócer da Independência)

Gioia Júnior  –  poeta, político
Golbery do Couto e Silva  –  militar e ministro de Estado
Gomes Cardim  –  jornalista e político
Gomes Carneiro  –  militar
Guilherme Ellis  –  médico

Hermes da Fonseca  –  presidente da República
Hipólito da Costa  –  ” O patriarca da Imprensa Brasileira “

Ibrahim Nobre  –  tribuno da Revolução Constitucionalista de 1932
Inocêncio Serzedelo Correa  –  militar e político

Jânio da SIlva Quadros  –  presidente da República
João Caetano  –  ator teatral
João Mendes  –  jornalista, político e grande advogado
João Tibiriçá Piratininga  –  político, propagandista da República
Joaquim Gonçalves Ledo  –  prócer da Independência
Joaquim Nabuco  –  escritor, diplomata e líder abolicionista
Jorge Tibiriçá  –  político ( Presidente de Estado )
Jorge Veiga  –  cantor popular
José Bonifácio de Andrada e Silva  –  ” O Patriarca da Independência”
José Castellani – Escritor , Pesquisador , Historiador  e  Médico .
José Clemente Pereira  –  prócer da Independência
José do Patrocínio  –  expoente da campanha abolicionista
José Maria Lisboa  –  jornalista e político
José Martiniano de Alencar  –  político ( Presidente de Província )
Júlio Mesquita  –  jornalista e político
Júlio Mesquita Filho  –  jornalista e político liberal
Júlio Ribeiro  –  escritor
Júlio Prestes  –  político ( Presidente de Estado )
João Alfredo  –  conselheiro do Império

Lamartine Babo  –  compositor popular
Lauro Sodré  –  militar e político
Lauro Müller  –  militar e estadista
Lopes Trovão  –  propagandista da República
Lourenço Caetano Pinto  –  político
Luis Gama  –  líder abolicionista e republicano
Luis Vieira  –  cantor

Manoel de Nóbrega  –  produtor de televisão
Manoel de Moraes Barros  –  advogado e político
Manuel de Carvalho Pais de Andrade  –
( Presidente da Confederação do Equador (1824))
Mariano Procópio  –  político e empresário
Mário Covas  –  político ( Governador de Estado )
Marquês de Abrantes  –  político e ministro de Estado
Marquês de Paraná  –  político e diplomata
Marquês de Paranaguá  –  político e ministro de Estado
Marquês de São Vicente  –  político e jurista
Marquês de Sapucaí  –  político e jurista
Marrey Júnior  –  jurista e político
Martim Francisco Ribeiro de Andrada III  –  político republicano
Martinico Prado  –  republicano histórico
Maurício de Lacerda  –  advogado e político
Moreira Guimarães, general  –  militar e político

Nereu Ramos  –  político, presidente interino da República
Newton Cardoso  –  político ( Governador de Estado )
Nilo Peçanha  –  presidente da República
Nunes Machado  –  um dos chefes da Revolução Praieira

Octavio Kelly  –  magistrado e político
Osório, general  –  um dos maiores militares brasileiros
Oscarito  –  ator cômico

Padre Feijó  –  político e figura da Regência
Padre Roma  –  prócer da Revolução Pernambucana de 1817
Pedro I  –  primeiro imperador do Brasil
Pedro de Toledo  –  líder civil da Revolução Constitucionalista de 1932
Pinheiro Machado  –  advogado e político
Pixinguinha  –  compositor popular
Prudente de Moraes  –  presidente da República

Quintino Bocaiúva  –  jornalista e político ( Presidente de Estado )
Quirino dos Santos  –  jornalista e político

Ranchinho  –  cantor popular (em dupla com Alvarenga)
Rangel Pestana  –  jornalista e político
Rodolfo Mayer  –  ator
Rui Barbosa  –  jurista, tribuno e político
Robert Stephenson Smith Baden Powell – Fundador do Escotismo

Saldanha Marinho  –  líder republicano
Senador Vergueiro  –  político e abolicionista
Silva Coutinho  –  político e oitavo bispo do Rio de Janeiro
Silva Jardim  –  propagandista da República
Silveira Martins  –  político e tribuno

Teófilo Ottoni  –  político e colonizador
Tonico  –  cantor popular ( em dupla com Tinoco )

Ubaldino do Amaral  –  um dos patriarcas do Partido Republicano

Venâncio Aires  –  prócer da campanha republicana
Vicente Celestino  –  cantor lírico e popular
Viriato Vargas  –  militar
Visconde de Albuquerque  –  político do Império
Visconde de Itaboraí  –  estadista
Visconde de Jequitinhonha ( Montezuma )  –  político
Visconde do Rio Branco  –  estadista
Vitorino Carmilo  –  político

Washington Luis  –  Presidente da República
Wenceslau Brás  –  Presidente da República.

Segundo Aniversário Cavaleiros de Aço 655

Segundo Aniversário Cavaleiros de Aço 655

Primeiro Aniversário Cavaleiros de Aço 655

Primeiro Aniversário Cavaleiros de Aço 655

Discurso fundação da primeira loja de maçons motociclistas do Brasil – Cavaleiros de Aço 655

Ribeirão Preto 15 de Novembro de 2006

Discurso do irmão Chafi na fundação da Loja Cavaleiros de Aço

Poderosos irmãos

 

Agradeço a todos irmãos presentes e em especial ao meus amigos que me ajudaram a fundar esta loja, obrigado ao irmão Adriano pois sem ele esta fundação não teria tido o brilho que esta tendo, obrigado aos irmãos Roberto Vechi, Guina, Gilmar, Walter, Daniel e todos que direta ou indiretamente ajudaram.
Mas tenho que frizar aqui a importante colaboração do nosso GR.’. M.’. , que através do nosso querido irmão Danilo Lobo, Gr.’. Ministro do Superior Tribunal M.’. da GLESP tornou definitivamente isto possivel.
Agradeço de coração ao irmão Danilo pelo incentivo na criação deste grupo fantástico.
E fico sem muitas palavras para agradecer o nosso patrono e responsável por todos estarem aqui hoje. O nosso querido irmão Callil Salles.

Viver fraternalmente é tão maravilhoso que resolvemos repartir esta felicidade com outros criando a Loja Cavaleiros de Aço.
Pode parecer pedante dizer assim.

Mas é de coração que o digo.

Nos últimos dois anos andei aproximadamente 30.000 Km sobre duas rodas.
Foi através do motociclismo que conheci um outro lado da maçonaria.
Visitei templos, no sul e no sudeste, conheci irmãos maravilhosos que me encheram de fraternidade. Irmãos e cunhadas que eleveram o meu ego as alturas e sob o brilho da estrela flamejante. Fui recebido em lares de irmãos que nunca haviam me visto antes, fizeram festas e fui aplaudido. Como foi bom e suave!

Seria muito egoísmo meu não tentar repassar para aqueles, que ainda acreditam ser possível viver em fraternidade plena neste mundo tão conturbado, onde a vaidade tem se alojado nas mais brilhantes cabeças.
Pode parecer vulgar ou até servir de chacota para os maus informados, mas a realidade é que somos diferentes, somos irmãos apaixonados pela sinceridade maçônica. Somos netos da liberdade e filhos dos anos 60 e 70.
Somos românticos ainda, quando o mundo parece se voltar para a ambição e para a violência. Tavez por isso alguns nos olhem torto.
Somos apaixonados pela família, por nossas esposas que nos acompanham por todo lado, somos apaixonados pela vida. Somos maçons.
Nós temos levado o nome da maçonaria aos mais longiquos orientes, o nosso estandarte percorreu nos últimos dias mais de 5100 km, esteve no Chuí extremo sul do Brasil, entrou pelo Uruguai, como se lá quisesse também marcar presença.
Retornou por mais de 500 km debaixo de tempestade até Santana do Livramento.
Percorremos os estados do RGS- Santa Catarina e o Paraná onde o estandarte esteve sempre brilhando entre centenas de irmãos que nos recebiam por onde passávamos.
Esta é a nossa ordem. Viver para tornar feliz a humanidade!

Aos meus queridos irmãos que vieram de longe para testemunharem tudo aquilo que acabo de dizer, o meu muito obrigado por estarem aqui.

Levem aos outros irmãos que não puderam comparecer hoje o nosso fantástico fraterno abraço de Bodes do Asfato e apartir de hoje também da Loja Cavaleiros de Aço.
Que o GADU continue nos iluminando e nos dando toda esta alegria que nos tem unido semanalmente em milhares.

Somos hoje uma força maçônica que tem transmitido por onde anda a verdadeira filosofia Maçônica e que graças aos Bodes do Asfalto e a nossa loja Cavaleiros de Aço transmitirá ainda muito amor e fraternidade.

A Loja – Cavaleiros de Aço 655

História da fundação da Cavaleiros de Aço – 655

Ao retornar a Ribeirão Preto, o irmão Chafi, dirigiu-se a sua loja Mãe, ARLS Antonio Duarte Nogueira 414, e comunicou a sua intenção de fundar uma loja composta com os ideais maçônicos e fraternidade dos motociclistas. Pediu apoio e imediatamente parte dos irmãos se propuseram a ajudar. Irmãos mestres como Carlos Mancera da ADN, Adriano Araujo da ARLS Elias Nechar se puseram logo ao lado desta idéia fantastica. O irmão Chafi procurou também o apoio dos irmãos Callil Salles e Danilo Lobo, autoridades importantes na diretoria das grandes lojas. No dia 7 de Setembro de 2006, durante a feira do livro em Ribeirão Preto, foi escrito pela primeira vez, em um guardanapo de papel na choperia Pinguim, a 1ª Ata da Cavaleiros de Aço 655 e nela assinaram os irmãos Adriano Araujo, Chafi Nader e Carlos Mancera. No dia 15 de Novembro de 2006, depois de muitas tentativas de se proibir, foi fundada a ARLS Cavaleiros de Aço 655. O dia da fundação foi muito emocionante para todos, pois parte da cerimonia foi realizada em um quarto do Hospital São Lucas, onde o irmão Callil, já quaze partindo para o oriente eterno pronunciou suas ultimas palavras. “Esta Fundada a ARLS Cavaleiros de Aço e que o GADU os proteja” Todos choraram.

Fundação da ARLS Cavaleiros de Aço 655 GLESP Dia 15 de Novembro de 2006 Cidade de Ribeirão Preto SP 1º Mestre da Loja Irmão Chafi Nader Fundadores: Irmãos: PMI Gilmar Hamilton, MM Roberto Vecchi, MM Adriano Araujo, MM Walter Rondinoni, MM André Guina, PMI Humberto Arantes. Gerente fundador Imão PMI Calil Salles representante do Grão Mestre. Templo da Elias Nechar Ribeirão Preto SP. Fonte: Chafi Nader email floresta@netsite.com.br

Aug∴Rep∴Loj∴Simb∴ “Cavaleiro de Aço” n.655.
Fundada em 15 de novembro de 2006 GLESP – Reuniões as quartas-feiras, 20 horas Ritual de Emulação
Rua Cruz e Souza, 2387 – CEP 14031-560 – Ribeirão Preto – SP

Página 1 de 3

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén